26 de abril de 2019

Vingadores:Ultimato | Filme Encerra Uma Saga de 11 anos da Marvel Studios com Certo Brilho.

Este texto contém spoilers, leia por sua conta e risco!



     Há exatos 11 anos atrás, a Marvel Studios iniciava uma jornada que iria nos apresentar o Homem de Ferro e depois Hulk,Thor,Capitão América e demais heróis da até então sonhada e esperada iniciativa Vingadores. 


  Ontem chegou aos cinemas Vingadores:Ultimato e definitivamente o filme encerra mais de uma década de histórias que nos emocionaram, que fizeram sucesso, que nos divertiram e que nos trazem saudades.  


 Essa é a sensação e ideia que Ultimato quer te trazer, saudades e nostalgia de alguns personagens.  O filme com suas três horas e dois minutos, passa de forma bem suave, não te dando a sensação de cansaço pelo enorme tempo de tela. O longa é tenso,muitas cenas de humor que as vezes mesmo sendo engraçadas são colocadas em momentos sérios do filme e que "quebram" o tom de seriedade. É o típico efeito Marvel que acontece em quase todos os filmes. 


 A história de Ultimato se passa alguns dias apenas dos eventos de Guerra Infinita e logo de cara já mostra Clint Barton vendo sua família sumindo da sua frente. Os heróis ainda abalados, tem a ajuda de Scott Lang que graças a um ratinho consegue sair do Reino Quântico.  


  Com isso ele vai ao encontro da Viúva Negra e do Capitão América. Na intenção de voltarem no tempo usando o reino quântico para pegar todas as joias e trazer todos de volta a vida. 

O filme se mostra bem nostálgico em certos momentos e o grupo embarca em momentos que trazem cenas dos primeiros filmes do universo Marvel.  Todas as cenas de diálogos são bem construídas e valem apena. 


A Jornada toma proporções mais dramáticas do filme quando vemos Natasha e Clint Barton começam a lutar para vê quem deveria se sacrificar para conseguir a joia da alma e nisso acaba com a morte da Viúva Negra, que para mim, foi um erro em matar uma personagem que durante 11 anos, não teve uma história bem contada, desenvolvida e com um final lamentável diga-se de passagem. Mesmo tendo um filme solo em vista, já era bem óbvio que seria para falar de seu passado como Espiã, agora com a morte de Natasha, só deixou mais claro isso, particularmente um erro do roteiro de Christopher Markus e Stephen McFeely. 

 Thor e Rocky revisitam Asgard com direito a Natalie Portman e Rene Russo, Máquina de Combate e Nebulosa vão em busca da joia do espaço, Hulk vai de encontro com a anciã que entrega a joia do tempo. Capitão América enfrenta a si mesmo e logo depois recupera a o Tesseract.  

Em resumo, eles conseguem trazer todos que viraram pó de volta, mas o Thanos de seis anos atrás começa a entender que precisará aniquilar todos da Terra para que não fique ninguém para buscar vingança. 

A cena do retorno dos heróis que morreram é extremamente grandiosa, com direito a finalmente o Capitão América dizer "Vingadores Avante". Cena muito bem desenvolvido, construída em detalhes, souberam da importância para cada herói. Mas o longa nunca escondeu que o foco mesmo eram os seis originais (Homem de Ferro,Capitão América,Viúva Negra,Gavião Arqueiro,Hulk e Thor). 

 As cenas de lutas estão bem incríveis, a Capitã Marvel deixa a desejar com muito pouco tempo de tal em relação aos outros e na batalha final, também se mostra tão útil e concretiza com Homem de Ferro fazendo um auto-sacrifício para poder salvar a humanidade.  A cena é bem emocionante e tocante em todos os sentidos. 

  Final trágico mais heroico e de certo modo bem óbvio, já que rumores apontavam que ou ele ou Steve Rogers iriam perecer no longa. A cena do Funeral é digna de quem começou lá em 2008. 

Falando em Steve, ele também ganha seu fim e mais que merecido diga-se de passagem. Coube a ele voltar no tempo e devolver as joias, ele consegue e volta na forma de um idoso que decidiu viver uma vida pacata e de paz com a Agente Carter, ele decide que o escudo deve ficar com Sam Wilson que agora seguirá como novo Capitão América. 


A Disney tem alguns problemas para resolver, pois Sam Wilson não tem o efeito do soro do super soldado e com a série dele e do Soldado Invernal chegando no Disney Plus, deve mostrar como será esse seguimento do manto de ser o novo Capitão América. 

 Outro problema é colocar mais carisma na Capitã Marvel, pois se ela for mesmo a personagem que nos próximos filmes se torne a referência de heróis, ela terá que sofrer alguma mudança, já que não se compara com o carisma de Robert Downey Jr. 


Vingadores Ultimato se encerra de forma digna com uma cena emocionante de Steve com Peggy Carter. Um desfecho realmente glorioso para um herói que junto com Tony Stark, forma essenciais nessa última década da Marvel Studios.  


O longa não tem cenas pós-créditos e se torna o primeiro a não conter nenhuma cena durante os créditos finais.  


Mas como já disse anteriormente em outra matéria (Clique Aqui), não ter faz total sentido. É o arco final de uma saga de mais de dez anos.  


No geral, o filme atinge seu Fanservice de forma digna e agrada em muitos momentos. Vale apena ir no cinema. 


Cinema de Primeira
Escrito por Leandro Barreira
Carioca, apaixonado por cinema, Nerd Extremista
E tem como lema chave em sua vida
"No dia mais claro
Na noite mais densa
O mal sucumbirá ante à minha presença
Quem comete a maldade tudo perde"

Share:

0 Deixe seu Comentário:

Postar um comentário

Translate

Cinema de Primeira Brasil

Postagem em destaque

Vingadores:Ultimato | O Filme é Tudo, Menos Épico!. Critica do Longa mais Aguardado do UCM

Esse texto possui spoilers, caso não tenha visto o filme, recomendo assisti-lo primeiro.    O filme mais aguardado da Marvel Studios ch...

Marcadores

Arquivo Cinema de Primeira

Seguidores Cinema de Primeira