The Last of Us Parte 2 | Game é mais que só um jogo e sim uma obra prima que deve virar filme

Contêm Spoilers +18



  
  O game "The Last of Us Parte 2" chegou no console Playstation 4 e com certeza marcou uma legião de fãs e que muitos ou amaram ele demais ou odiaram.  


Esse texto possui spoilers do jogo e será comentado basicamente a parte da história que é o que importa.  

Se você não jogou ainda então nem leia. E essa história não é feito para pessoas muitos novas e sim para um público mais adulto pois ele engloba uma carga emocional muito elevada e o que diferencia de outros games em seu enredo. 


 Aqui de cara precisamos entender que nessa história não existe um herói e um vilão e sim que todos estão um mundo pós-apocalíptico e que estão passiveis a erros ou acertos. 


A trama aqui se baseia na vingança e os efeitos que ela traz a partir do momento que você chega no limite entre a razão e a emoção. 


A História já nos mostra um Joel bastante amargurado pelas escolhas que ele fez no primeiro jogo e tudo aqui se baseia em suas ações feitas no passado. Quando Joel decide impedir que os Vaga-lumes usem o cordyceps de Ellie para que pudesse produzir uma cura e salvar a humanidade. 


Ao impedir e matar todos que entram em seu caminho para salvar Ellie, Joel tomado talvez pela carga emocional que ele tinha pela sua filha e que depois de perde-la ele praticamente perdeu esse lado humano e se tornou um assassino frio e que adora torturar.  


A escolha de de Joel entre uma cura para salvar a humanidade e salvar Ellie, Joel resolve então matar todos, inclusive a equipe médica e é aí que o desenrolar dessa trama se amplia.  


Joel por alguns momentos teve a oportunidade de contar para Ellie sobre o que aconteceu já que ela não se lembrava pois estava desacordada. Joe mente na cara dura e isso terá um peso mais pra frente na história da parte 2.  


O enredo do jogo se mostra muito complexa em que uma determinada cena entre Marlene e o médico discutindo sobre matar ou não a jovem. 

Se passam alguns anos e vemos a evolução dos personagens. Joel já não tão "monstro" assim e Ellie cada vez mais buscando um lugar no mundo. O jogo deixa claro que a relação dos dois não estão bem.  


E aí quando ninguém esperava que surge uma das cenas mais pesadas e fortes  desse game que é a morte de Joel nas mãos de Abby, logo um personagem que Joel a salvou.  


A cena de sua morte é tão perturbadora que você toda a dramaticidade de Ellie ao ver uma pessoa do qual foi praticamente um pai para ela morrer diante de seus olhos.  Cena muito bem construída e com tons de uma carga intensa entre os personagens.  



Existem duas protagonistas desse jogo que são Ellie e Abby. Cada uma delas têm seus motivos terem sua vingança. Ellie parte em vingança para não só matar Abby mas também todos que estavam com ela naquele momento. Nesse momento o ódio inflama em seus olhos.  


Ellie vai matando todos que estavam com Abby em cenas violentas e cruciais para o desenvolvimento da história do jogo. Você começa a perceber que a cada morte que Ellie comete, ela não se sente feliz ou satisfeita, ou seja é uma vingança vazia e sem nenhuma recompensa....é um vazio em fim.  


O jogo têm o momento crítico quando você passar a ter a visão a história pelos olhos da Abby. Ali você começa a entender o ponto de vista dela e descobre que o médico que Joel matou era na verdade seu pai e isso causa um desejo de vingança que faz com que Abby passe anos com este desejo de querer matar Joe e se sentir bem com isso.  


Porém a história mostra que a todo momento a vingança não traz nada de bom e sim agrava mais ainda porque ao matar Joel, Abby condenou todas as pessoas que ela ama a morte já que Ellie iria buscar sua vingança. 


Mesmo após matar Joel, Abby não está feliz e constantemente têm pesadelos com o pai. Ao rever a morte de Joe pelos olhos de Abby  você percebe também que ela não fica satisfeita matando.  Ela perde todos que amam (inclusive o grande amor da sua vida que é o Owen).  


A luta entre as duas é insana e você controla Abby e a todo momento você torcendo para que Ellie não morra. Mas Ellie acaba sendo poupada pela segunda vez por Abby após Lev mexer com seu psicológico e fazer com que ela desista da ideia de matar Ellie.  


Nesse momento você entende que Abby percebe que mesmo que matasse Ellie ela não teria nenhuma alegria com sua morte. Pois a todo momento a história quer mostrar que a vingança não traz nenhum beneficio e sim só tristezas.  


Depois de ser poupada por Abby, Ellie começa a ter sua vida com Dina e com o filho delas. Se passa um tempo e quando Tommy surge com notícias sobre Abby e Lev e conta a Ellie isso a abala e ela acaba partindo em encontro com a Abby.  


O terceiro encontro das duas é umas das cenas que mostra até que ponto o desejo de querer uma vingança leva um ser humano. Quando Abby se recusa a lutar com Ellie pois já entendeu que a vingança não adianta nada. Ellie ainda não entende isso e com uma faca ela ameaça matar Lev para forçar Abby a lutar.  Uma cena de total dramaticidade.  



No fim de tudo, Ellie desiste de matar Abby e mostra que as duas personagens conduzem uma carga de sofrimento muito amplas em diversos aspectos. Não existem heróis ou vilões em The Last of Us Parte 2. 


The Last of Us Parte 2 não é só um jogo e sim com um enredo pesado e forte em diversos momentos, daria um excelente filme para maiores de 18 anos e que com certeza com um roteiro muito bem feito como desse game. 


Não existe um final feliz para The Last Of Us 2. Ele existe para construir personagens incríveis com uma carga elevada em sua violência com tudo que um mundo onde a esperança já existe possa ter. 


Sem duvida é o melhor jogo da geração PS4. 



The Last of Us Parte 2 

Desenvolvido pela Naughty Dog 


Cinema de Primeira Brasil é escrito e editado por Leandro Barreira, que é Nerd Extremista, fã de séries,games e viciado em filmes.  Carioca de coração e que possui um juramento em sua vida: 

"No dia mais claro
Na noite mais densa
O mal sucumbirá ante à minha presença
Quem comete a maldade tudo perde" 


Share:

0 Deixe seu Comentário:

Postar um comentário

Translate

Cinema de Primeira Brasil

Postagem em destaque

Pantera Negra | Morre o Ator Chadwick Boseman aos 43 Anos e Diretor Ryan Coogler Publica Texto Comovente

Ator enfrentava um câncer desde de 2016.   Na última sexta-feira, o mundo do cinema ficou em choque com a morte do ator Chadwick Boseman aos...

Marcadores

Marcadores

Arquivo Cinema de Primeira